terça-feira, 16 de maio de 2017

SMS's


Tinha chegado a casa e preparava-se para ir tomar um banho… Já tinha desapertado a blusa e o soutien envolvia-lhe os seios redondos, passou em frente do espelho e achou-se linda… Pensou: Ele já me pediu várias vezes uma fotografia, porque não? Acho que vou tirar agora e mandar-lhe pelo mail, faço uma surpresa, ele vai gostar… …
Toca o telefone e atende… Conhece o Nº e responde…
- Olá, não esperava ouvir-te agora.
- Pensei em ti e queria ouvir a tua voz.
- Que bom… Eu pensava em ti também… E sorriu…
- Que pensavas?
- Cheguei há pouco, despertei a camisa para ir tomar um banho e ao passar em frente do espelho olhei-me assim com o soutien, achei-me linda e pensei em tirar uma foto para ti…
- Sim faz… Eu vou adorar! …
Mas a conversa prolongou-se, eles quando falavam custavam a terminar, fosse no telefone no msn ou por SMSs…
Longe um do outro, as sensações eram transmitidas assim…
- Como queria estar aí contigo!... Para beijar o teu corpo e acabar de te despir…
- Como queria que aqui estivesses!... Agora sentei-me no sofá e a minha mão desliza nas minhas pernas…
- Humm… Eu aqui… Quase te sinto…
Fecharam os olhos e viam-se… Através dos sentires das vozes nos ouvidos.

- A tua voz deixa-me em estado inebriante… Sempre que te ouço… É forte a tua voz, faz tremer o meu corpo e faz uma mulher ter maus pensamentos…
- A tua voz é suave e doce… Adoça o meu intimo… Suave como algodão doce…
- Aqui, sentada, o meu corpo treme e no meu corpo já só a saia acima das coxas e o soutien já não protege os seios… Os mamilos estão rijos entre os meus dedos molhados com a minha humidade…
- Eu quase a explodir de desejo por ti… Porque me fazes isso?... Mas é tão bom sentir-te assim… Parece que estás aqui a sussurrar ao meu ouvido…

- Olha… Vou desligar... Vou encher a banheira de água quente e deitar-me lá… Depois digo-te o que vou fazer… Mando um SMS… E desligou com um sorriso malandro que ele adivinhou
O telefone dele poucos instantes depois tocou com o SMS que chegou: “- Vou encher a banheira, deitar-me lá na água quente, pegar no jacto do chuveiro na pressão certa, apontar entre as coxas e deixar a água acariciar-me até o meu corpo tremer num orgasmo como que sejas tu a fazer-me sentir…”
Ele tremeu ao imagina-la… E enviou a mensagem… “ – Antes de entrares na banheira quero acabar de te despir… Encosto-te à parede seguro-te as mãos com as minhas coladas à parede a beijo-te os seios e entre eles… Depois desço no teu corpo com beijos…Deixas-te cair e ficas sentada no chão… Pernas estendidas e a saia mostra-me as tuas pernas desde os pés até ás coxas… Beijo-tas enquanto as minhas mãos te acariciam… Os meus lábios e a língua fazem o resto até sentir o teu corpo tremer de prazer…”
E o corpo dela tremeu… Ao ler a mensagem de SMS…
Ela, respondeu… “ – Senti!!!... Agora deita-te na cama e espera por mim… Tomo um banho e deito-me também e depois recebes mais um SMS meu…
Terminou o banho com o jacto do chuveiro a acariciar-lhe a pele depois deitou-se na cama só com as calcinhas vestidas, sabia que ele adorava vê-la assim… A mão infiltrou-se debaixo do fino tecido e sentiu-se húmida… Digitou a SMS no telemóvel… “ – Estou deitada na cama como gostas, no meu corpo só as calcinhas e a mão já me sente quente e húmida e o clítoris erecto… Imagina-me e SENTE-ME!....”
Respondeu… … “-Sinto-te… Aqui deitado na minha cama… Estou tremente de desejo por ti… SENTE-ME também!...”

Não conseguiram enviar mais SMSs e ficaram com os sentires que este extraordinário meio de comunicação conseguia transmitir, aproximava-os quando a distancia os separava…
E quase ao mesmo tempo separados por muitos kilómetros os dois corpos tremeram num orgasmo intenso…

sexta-feira, 12 de maio de 2017

QUERO SEDUZIR-TE em TOQUES DE PRAZER....



Estás vestida com lindo lingerie...
Camisa de noite de tecido leve e transparente que mostra os contornos do teu corpo...
Diviso os teus seios com os mamilos rijos...
Vejo os contornos das tuas ancas através da transparência da camisa de noite... A cobrir-te a intimidade umas calcinhas rendadas... Nas pernas umas meias que terminam nas coxas em rendado que se ajusta à tua pele macia... Nos pés sapatos de salto que mais sensualidade te dão....
Chego… Vejo-te bela e sensual….

Por detrás envolvo o teu corpo com os braços e as minhas mãos vão descobrindo o teu corpo a cada toque sensual....
QUERO SEDUZIR-TE em TOQUES DE PRAZER....
Aperto o teu corpo ao meu e sinto ele tremer… Será desejo? Será paixão? Será volúpia? Será tesão?...
Deixa as minhas mãos viajarem no teu corpo!....
Por detrás beijo-te na nuca e senti excitação…
Beijo-te o pescoço e os ombros… Os teus seios aconchego nas minhas mãos…
O meu corpo colado ao teu, os teus seios enchem as minhas mãos e entre os dedos os mamilos rijos… Aperto suavemente e ouço da tua boca sair um suspiro… Beijos no teu pescoço… O perfume da tua pele embriaga-me…

Toco mais uma vez os teus seios e os dedos rodeiam os mamilos… As minhas mãos vão viajando pelo teu corpo e descem em direcção ao teu centro…. A seda da tua camisa de noite dá-me sensações inebriantes de prazer… É delicioso tocar assim a tua pele… Pela tua barriga as minhas mãos viajam e descem pelo teu ventre…Encostas-te a mim e nas tuas nádegas sentes o meu tesão de te tocar com toque de prazer…
Quero seduzir-te assim como tu assim me seduziste…
Empinas as nádegas de encontro ao meu ventre e erecto desejo-te…
O toque das minhas mãos vai viajando pelo teu corpo em toques suaves dos dedos e te sentindo…
Nas tuas coxas as mãos deslizam e sentem a pele quente das tuas pernas… Contornam as tuas coxas e pelo interior delas te afagam…
Os corpos estremecem e debaixo da tanguinha de seda te encontro húmida de prazer…
A viajem das minhas mãos chegou ao termo entre as tuas coxas e ali se alojam em toques de prazer…
Ajeitas o teu corpo nas minhas mãos e um dedo entra em ti com toques suaves… Outra mão desliza pelas coxas arrancando-te suspiros… Contorces o corpo e outro dedo se aloja dentro de ti… Toques que prazer na tua húmida fonte do desejo de onde brota mel doce… O teu clítoris enrijece e é tocado com carinho… Dois dedos curvados dentro de ti fazem movimentos como que chamando pelo teu orgasmo… Curvas-te mais e colocas as mãos sobre a cama… O meu corpo nu encostado ao teu sente-te quente e provocante… Sem resistir o “meu corpo” húmido toca-te mas sem te invadir…
 


Quero que sintas os meus toques das mãos até o teu corpo deixar de resistir e assim ceder aos chamamentos dos meus dedos dentro de ti…
O mel brota de ti e molha-me as mãos com seiva doce…
O teu corpo cedeu e estremece… Os meus dedos dentro de ti chamam e o teu orgasmo vem…
Chegou e levou-te em ondas intensas que sentes nesses TOQUES DE PRAZER…
Inclinada sobre a cama dizes…
- Quero-te… VEM!...
E vou até ti…Inclino-me sobre o teu corpo… A camisa de noite subida sobre as tuas ancas mostra-me uma das imagens mais sensuais e irresistíveis…
O teu corpo chama e o meu corpo cede… Sobre ti, me inclino, as minhas mãos molhadas pelo teu mel envolvem-te os seios…
O teu “caminho” está sedento e o meu corpo procura-te, que sem precisar de guia avança e invade-te… Sinto o teu corpo ardente que queima…
Arde o teu corpo por dentro… Ardente está o meu corpo… Tremente e latejante… Movimentos de vai e vem aconchegam os corpos…
Trememos e um gemido rouco sai da minha garganta, e, incontida, soltas gemido de prazer…

Sem me conter o clímax domina-me e qual garrafa de champanhe a minha seiva brota de mim e invade as tuas entranhas e fonte de prazer…

 Foram momentos com TOQUES DE PRAZER…

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Uma Massagem.

Uma Massagem.
Havíamos ido até à praia… Final de tarde…
Vestias uma blusa preta e uma saia branca rodada…
Na praia estavas em bikini e eu sem camisa e calções
Apanhamos algum sol…
Os corpos ficaram quentes…
Quando regressamos sentíamos os corpos quentes pelo sol…

Fomos beber uma bebida fresca e depois acompanhei-te a casa…
Disseste para eu entrar… Coloquei-te a mão no ombro e olhaste para mim e sorrias…
Disseste que sentias a pele a queimar…
Ofereci-me para te massajar as tuas costas com creme…
Aceitaste…
Tiraste a blusa e ficaste despida da cintura para cima… E deitada no sofá de barriga para baixo massajava as tuas costas com creme hidratante… O creme era frio e tremias a cada gota que caía na pela das tuas costas…
A saia ainda estava no teu corpo mas deixava ver as tuas pernas… Não resisti e deixei cair creme nas tuas pernas e deslizava as mãos pelas tuas pernas espalhando o creme… Ouvi-te suspirar e beijei-te as pernas….
O meu corpo já estava sem roupa… Deslisei o meu peito sobre as tuas costas…
Suspiravas…
Beijei os teus ombros…
A tua saia branca já não escondia o teu corpo…
Sentiste o meu desejo por ti…
O teu corpo estava completo de creme e o meu corpo deslizava sobre o teu…
Quando te voltaste e ficaste de costas no sofá abraçaste-me e beijei-te…
Os teus braços apertavam o meu corpo sobre o teu…
As tuas pernas sem a saia branca apertavam o meu corpo que sentia o teu corpo por dentro… Queimavas por dentro…
Já não aguentamos mais e explodimos num climax intenso…

Ficamos ali abraçados toda a noite…. 

quarta-feira, 3 de maio de 2017

De Vermelho e Preto

Sabia que lá ias…
Esperei até chegares…
Quando chegaste vinhas bela… Sensualmente bela e elegantemente vestida.
Preto com raios de vermelho… Uma echarpe vermelha pelo pescoço, blusa preta de mangas e rendada, minissaia preta que deixava ver as pernas com meias vermelhas que me deixavam em fogo, nos pés sapatos de salto com tons de vermelho e preto.
A echarpe vermelha que te mostrava como fogo… E em fogo deixas-te meu corpo… Todo eu me incendiei ao ver-te…

A veste preta como noite misteriosa e nas pernas as meias rubras que mostravam o caminho até onde desejava desaguar toda a minha volúpia, paixão e desejo e que a saia curta mais deixava a desejar… E ali perder-me e em beijos te devassar…
Sorriste para mim e volteaste o corpo ondulando ao som da música que pelo ambiente ecoava. A echarpe volteou sobre o teu corpo como que o envolvendo em chamas de fogo ardente…
Com a minha máquina fotografei-te várias vezes… Sem te aperceberes tirei várias fotos… Quando por fim me viste apontar a câmara fotográfica para ti abriste os braços com a echarpe pendendo das mãos qual diva de cinema e eu perdi-me em pensamentos…
Segui-te com a máquina fotográfica… Fugias de mim e sorrias… Fizemos esse jogo de foge e pega… Eu tirando fotos e tu fazendo poses, umas vezes sensuais outras provocantes…
Passamos despercebidos das outras pessoas, mas os nossos íntimos estavam abrasadores e em chamas…
Sentaste-te num pequeno sofá que ali havia, do outro lado da sala apontei a máquina para te fotografar, enquanto cruzavas as pernas que a tua minissaia deixava generosamente ver. Divisei por debaixo da saia e entre as coxas um pequeno triângulo preto… Fiz zoom com a máquina e pude ver a linda calcinha rendada que te embelezava a intimidade que desejava beijar…A fotografias dessa imagem sucederam-se… Fiz sinal para que fossemos… E saímos sorrindo…
Coloquei-te a mão sobre o ombro e senti o teu corpo quente tremer… O carro ali no parque esperava impaciente…
Ao sentares-te no banco do carro as penas ficaram mais visíveis aos meus olhos e coloquei uma mão sobre as tuas coxas sentindo a tua pela através da seda das meias… Meu corpo tremeu… E beijei-te o pescoço enquanto a mão subia nas coxas por debaixo da saia e senti nos dedos o rendado preto da calcinha que me seduzia demais…
Disse-te ao ouvido….
- Quero fazer amor contigo… Quero amar-te intensamente… Incendiar o teu corpo, como essa echarpe envolvendo o teu corpo incendiou o meu…
- Vamos que quero incendiar-te ainda mais… Quero ter o teu corpo no meu… Quero amar-te em pleno…
Entramos na sala que nos esperava… O sofá recebeu-nos e ali te devassei por completo….
Cada peça de roupa que se ia despedindo do teu corpo eu fotografava… E com beijos a tua pela molhava…
Ajoelhei-me na tua frente… No teu corpo a saia restava e entre as tuas pernas beijei-as suavemente… Cada vez com mais intensidade…A saia subiu nas pernas e fui beijando cada vez mais…
Queria provar o teu gosto e sabor de mulher… Sentir e saborear o teu mel… Beijei-te sobre o rendado preto da calcinha e senti o teu calor… Com os dentes puxei a calcinha… Não saíam pois eram parte também do soutien que faziam conjunto único… Afastei a calcinha ali… E ALI te beijei e te saboreei intensamente…
Ouvi-te um suspiro sussurrado… Beijei mais e com a língua te acariciei o clitóris e suspiraste intensamente…

Como não conseguia despir-te assim a calcinha, peguei no meu canivete suíço… Lentamente abri a lâmina de corte… Abriste os olhos meio assustada… Meti a lâmina cortante entre a tua pele e a calcinha e…. De um golpe cortei… Outro corte e cortei mais… Agora sim… Estava nua pra mim... A minha boca apanhou-te por completo… Com a ponta da lâmina passava ao de leve sobre a tua pele… Pela barriga passava a lâmina fria causando-te arrepios… Depois beijei na barriga molhando a pele macia como seda…No umbigo meti a língua e beijos quentes…
Estendeste as mãos e disseste…
- Quero-te todo… Todo e inteiro…
Sentei-me no sofá e desnudaste-me por completo…
Olhavas-me e vias o meu desejo por ti intenso e latejante… Beijaste o meu corpo inteiro… Os teus lábios suaves passavam pela minha pele suavemente e quentes… Deixavas rastos de saliva na minha pele… E o fogo era intenso…
Por fim fizeste o que desejava e a minha paixão queria… O meu corpo tremia de desejo e excitação…
Pegaste-me no pénis latejante… Beijaste… Lambeste… Abriste a boca e deixaste entrar todo… Senti o calor da tua boca envolve-lo e tive um tremor pelo corpo… Fazias movimentos de vai e vem… Segurava a tua cabeça e acompanhava os teus movimentos…
Levavas-me ao céu e fazias-me tremer a medula… Via os teus lindos seios soltos do soutien desfeito pelo meu canivete… Os teus seios com o mamilos eretos bailavam ao compasso dos teus movimentos acariciando o meu pénis com a boca…
Disse……
- Quero-te… Dá-me a tua vagina agora…
Com a tua saia subida pela cintura…. Montaste-me sobre a minha cara e fizemos um 69 delicioso… Eu te acariciava, tu me acariciavas…
Eu te beijava….Lambia….Sugava….
Tu me beijavas… Acariciavas…Lambias e sugavas….
Tremi…… Tremias….
Levantaste-te….
Segurei-te a cabeça e beijei-te a boca sentindo o meu sabor nos teus lábios e tu sentindo o teu sabor nos meus lábios….
Ainda deitado no sofá…. Disseste……….
- Quero-te… Quero-te dentro de mim… Quero tomar-te… Quero domar-te… Quero ser tua dona agora….
Abriste as pernas, cada uma de lado do meu corpo e deixaste-te descer no meu pénis duro e latejante….
Gritaste de prazer e tesão….
Gemi de prazer desejo e tesão….
Saltavas em cima de mim… Tremias… Cavalgavas-me intensamente….
Sentia-te a queimar por dentro… Fervias… Inclinaste-te e beijavas-me na boca… As nossas línguas entrelaçavam-se uma na outra… Mordias os meus ombros e o peito… Agarrava as tuas nádegas para te ter bem junto e entrar mais e mais em ti….
Os nossos corpos estavam em êxtase… Quase a explodir num orgasmo…
Tremias e falavas coisas que me faziam mais tesão e gemias… Eu gemia e suspirava agarrando teu corpo de encontro ao meu….

Foi o momento….
Trememos….
Gememos….
Os corpos tiveram um tremor e um orgasmo invadiu os nossos seres….
Derramei o meu sémen em ti… derramaste o teu mel em mim….
Pelo ar o aroma do amor feito intenso… Caíste sobre o meu corpo e sentia o teu coração ainda batendo descompassado… O teu corpo húmido pelo suor do amor feito…Do meu corpo corriam gotículas que molhavam o teu…
Sobre meu peito colocaste o teu rosto e assim ficamos dormitando deixando a intensidade se desvanecer………
Talvez ainda hoje volte a acontecer…….