terça-feira, 25 de abril de 2017

Chegou de Viagem:

Chegava de viagem, cansado… Carente e desejando os teus beijos….
- Vai arrumar-te e vai tomar um banho. Já preparei a banheira com água quente… Relaxa na água quente que eu já venho ter contigo… Disseste…
Deitei-me na banheira de água quente, a espuma envolveu o meu corpo sedento e carente dos teus beijos…. Relaxei e fechei os olhos pensando que queria os teus lábios no meu corpo inteiro…
Apareceste… Vinhas bela…
No teu corpo um baby-doll branco… Rendado no peito que deixava vislumbrar os teus seios e as alças finas pelos ombros deixavam-te sensual… Sobre o baby-doll um robe fino, também branco. Uma tanguinha branca, rendada, que te deixava muito sedutora… Nos pés umas sandálias de salto…
Aproximaste de mim e beijaste-me… Deixaste as tuas mãos percorrer o meu corpo todo debaixo da água com espuma… Sentiste-me… Senti as tuas mãos pelas minhas pernas… Acariciaste-me as pernas todas e o meu corpo reagiu aos teus toques… Entre as pernas me acariciaste devagar… Na mão sentiste o meu desejo por ti… Intenso…
Disseste ao meu ouvido…
- Vou assaltar-te……………….
Estava recostado na banheira e entraste nela… Ali ficaste em pé na minha frente… Ondulavas o corpo ao som da música que colocaste a tocar… Música lenta e envolvente… A visão do teu corpo assim a minha frente era divina e avassaladora pela sensualidade que emanavas….
O robe tocava na água de espuma e ficava molhado… Sorrindo, abriste a torneira da água e a chuva quente caiu-te por cima do cabelo derramando gotas de água sobre os teus ombros…
O robe ficava totalmente molhado e colava-se ao teu corpo…
Como segunda pele baby-doll colava-se também à tua pele… O teu corpo brilhava de sensualidade…. O meu CORPO reagia loucamente… Adivinhavas que eu estava louco de desejo e tardavas em assaltar-me fazendo-me sofrer e tremer…
Bailavas debaixo da água quente do chuveiro, ondulando o corpo… Via a tuas pernas por onde gotas de água escorriam… O robe abria-se e deixava ver-te as pernas até onde a tanguinha te escondia… Despiste o robe…
Chegaste-te a mim…Aninhaste-te na minha frente… Colocaste as mãos na parede e ofereceste-me as tuas coxas pra beijar e acariciar… Afastei a tanguinha e beijei-te ali… sentindo o teu gosto de mulher…
Depois pegaste-me… Fazias movimentos cadenciados… O meu corpo tremia e latejava…
O teu baby-doll não escondia o teu corpo o suficiente… Aninhaste-te sobre mim…
Desejava-te intensamente…Sabias…. O teu corpo ajeitou-se no meu…A tanguinha foi afastada do caminho que era impossível parar…
Desceste no meu corpo… Entrei em ti docemente…. Agora o bailado do teu corpo era sobre mim… O teu corpo ondulava no meu…….. O meu corpo dentro do teu sentia o teu fogo… Ardias por dentro… Queria queimar-te mais….
Queimavas-me com teu corpo sedento…
Os nossos corpos bailavam um bailado sensual…
Até explodirem em êxtase….

A cama recebeu-nos para ali continuarmos a dança dos corpos unidos pelo amor de fazer amor….

segunda-feira, 24 de abril de 2017

"Em seu quarto, deitada na sua cama…

.


......"Em seu quarto, deitada na sua cama… Ouvia a chuva levemente caindo lá fora...

Leve tecido envolvia o seu corpo nessa tarde de chuva… O seu quarto estava aconchegante e desejava um aconchego no seu corpo... Lembrou-se que há muito tempo o seu corpo não sentia o corpo dum homem... Fechou os olhos e sem dormir sonhou........... Mesmo debaixo dos lençóis rolou na cama e os lençóis em desalinho ficaram... A sua veste leve e fina com os movimentos do corpo deixou-a quase desnudada... As alças caíram dos ombros e as pernas ficaram quase nuas... Sentia o calor no corpo e um fogo que queimava o seu íntimo...
Deixou as mãos navegarem pelo corpo e sentiu a sua pela queimar… Tremeu e desejou…
Nas pernas sentia como que fossem as mãos dele acariciar… Tremia…
No corpo como que sentia… Os lábios dele a beijar…. Sentia…
Nos seios com os dedos tacteou e a boca dele desejou… Tremeu… 
No fino tecido que o corpo envolvia as mãos dele sentia… 
Nos seios já desnudos os mamilos tocou… E pelo corpo um tremor lhe passou…
Via-o entrar no quarto… O quarto aconchegante… Sentiu as mãos dele tocarem-lhe… O sou corpo ficou alerta e desejou… Mais e mais carinhos…
A chuva caía… Os pingos marcavam o compasso do desejo enquanto seu corpo se cobri de beijos… Suas vestes em desalinho no corpo deixavam-na mais desejosa… Sentiu o seu corpo ser invadido e queimava por dentro… Suspirou… E um gemido soltou… Os seios duros…os mamilos rijos ansiavam os toques… Tocou-lhes e acariciou… Já não voltava dessa viagem iniciada….Queria mais….Dava-se mais… 
Dentro de si sentia… Seiva dela escorria… Parar já não podia…
Era o corpo dele que dentro do seu sentia… E queria…
Latejando e vibrando, deixou que um orgasmo lhe invadisse o corpo e o íntimo…
A chuva continuava caindo… No seu corpo a volúpia se ia desvanecendo… 
Deixou-se ficar ali deitada na cama em desalinho… As pernas ainda tremiam e na sua pele as marcas dele sentia…
Não abriu os olhos… Queria nessa letargia ficar… Ouvindo as gotas de chuva cair e o chão molhar…
Era noite quando consegui da cama levantar… 
Teria sonhado ou ele consigo teria estado?...

sexta-feira, 14 de abril de 2017

De vestido vermelho mini


De vestido vermelho mini nas escadas te vi. ..
Te contemplei...
Um desejo percorreu meu corpo...
De abraçar e teu corpo sentir...
Sentir teu calor e teu perfume...
O desejo de beijar tuas pernas meu corpo invadiu...
A vontade de nos dedos e mãos sentir as tuas pernas e a macieza da tua pele…
Assim...
O desejo de desvendar o segredo que o vestido mini Vermelho esconde...

O desejo de fazer subir teu vestido e tuas coxas beijar. Mais e Mais…

Chegaste com a tua camisa de noite

Chegaste com a tua camisa de noite preta rendada transparente. Sentado no sofá te olhava. Ao te ver meu corpo tremeu... Um arrepio percorreu meu corpo... Inclinaste-te sobre mim e beijaste minha boca... Senti a maciez dos teus lábios e o teu perfume me envolveu. assim inclinada sobre mim o teu decote se abria e os teus seios eu via. Com As minhas mãos no teu corpo sentia a tua pele macia através do rendado da camisa de dormir... No meu corpo outro arrepio e não era de frio.... As minhas mãos subiram até aos teus ombros e sorrias para mim. com os dedos brinquei com as alças finas....enquanto o teu peito beijava....e os teus seios contemplava... Com os dedos fiz descer as alças dos ombros e deixei desnudados os teus seios.. ... Beijei-Os.... Beijei os mamilos rijos... Saboreei o teu aroma... senti a tua pele macia... Fechaste os olhos e ouvi-te um suspiro quando apertei entre os lábios os teus mamilos..... Ajoelhaste no assento do sofá com uma perna de cada lado das minhas. sentias meu corpo latejante. As alças caídas nos teus braços nus abraçaste meu pescoço.... Teus seios ali junto do meu rosto eu beijei... Beijei tua barriga sobre o rendado transparente. ... as minhas mãos acariciavam tuas pernas e subiam nas coxas.... O sofá ficou e a cama nos recebeu. Deitada de costas na cama contemplava-te... Deixei minhas mãos vaguearem pelo teu corpo inteiro. Os dedos tecteavam tua pele pedacinho a pedacinho... que bom era sentir assim a tua pele através do rendado fino.... Inclinei-me sobre ti e beijei tua barriga....fiz a tua camisola subir e beijei tuas pernas ....Beijei tuas coxas de pele macia como seda...BEIJEI-TE INTEIRA... Sentia o teu perfume e aroma de mulher... Contemplava-te e meu corpo tremia... Abriste os braços e me puxaste sobre ti. No teu corpo só a camisa de dormir preta rendada transparente havia... Sentiste meu corpo rijo... tremente... duro... latejante... Ondulamos num bailado sensual. E... Senti o teu corpo ardendo... Sentiste em ti o meu corpo queimando.... Até gemidos saírem das gargantas num clímax intenso.... ..... ..... ....