segunda-feira, 24 de abril de 2017

"Em seu quarto, deitada na sua cama…

.


......"Em seu quarto, deitada na sua cama… Ouvia a chuva levemente caindo lá fora...

Leve tecido envolvia o seu corpo nessa tarde de chuva… O seu quarto estava aconchegante e desejava um aconchego no seu corpo... Lembrou-se que há muito tempo o seu corpo não sentia o corpo dum homem... Fechou os olhos e sem dormir sonhou........... Mesmo debaixo dos lençóis rolou na cama e os lençóis em desalinho ficaram... A sua veste leve e fina com os movimentos do corpo deixou-a quase desnudada... As alças caíram dos ombros e as pernas ficaram quase nuas... Sentia o calor no corpo e um fogo que queimava o seu íntimo...
Deixou as mãos navegarem pelo corpo e sentiu a sua pela queimar… Tremeu e desejou…
Nas pernas sentia como que fossem as mãos dele acariciar… Tremia…
No corpo como que sentia… Os lábios dele a beijar…. Sentia…
Nos seios com os dedos tacteou e a boca dele desejou… Tremeu… 
No fino tecido que o corpo envolvia as mãos dele sentia… 
Nos seios já desnudos os mamilos tocou… E pelo corpo um tremor lhe passou…
Via-o entrar no quarto… O quarto aconchegante… Sentiu as mãos dele tocarem-lhe… O sou corpo ficou alerta e desejou… Mais e mais carinhos…
A chuva caía… Os pingos marcavam o compasso do desejo enquanto seu corpo se cobri de beijos… Suas vestes em desalinho no corpo deixavam-na mais desejosa… Sentiu o seu corpo ser invadido e queimava por dentro… Suspirou… E um gemido soltou… Os seios duros…os mamilos rijos ansiavam os toques… Tocou-lhes e acariciou… Já não voltava dessa viagem iniciada….Queria mais….Dava-se mais… 
Dentro de si sentia… Seiva dela escorria… Parar já não podia…
Era o corpo dele que dentro do seu sentia… E queria…
Latejando e vibrando, deixou que um orgasmo lhe invadisse o corpo e o íntimo…
A chuva continuava caindo… No seu corpo a volúpia se ia desvanecendo… 
Deixou-se ficar ali deitada na cama em desalinho… As pernas ainda tremiam e na sua pele as marcas dele sentia…
Não abriu os olhos… Queria nessa letargia ficar… Ouvindo as gotas de chuva cair e o chão molhar…
Era noite quando consegui da cama levantar… 
Teria sonhado ou ele consigo teria estado?...

Sem comentários:

Enviar um comentário